1. Página inicial
  2. Temas principais
  3. Políticas de Compra Sustentáveis Food

Políticas de Compra Sustentáveis Food

[GRI 204/103-1, 308/103-1, 414/103-1] Com mais de 1600 produtos, oferecemos aos nossos clientes, durante o ano de 2017, um sortido ainda mais variado do que nos anos anteriores. Desses, uma grande parte correspondeu a produtos alimentares (artigos Food*1), complementados por um elemento importante: as nossas ofertas sazonais e regionais. A nossa responsabilidade para com estes produtos não abrange apenas o trajeto entre o armazém logístico e a caixa registadora nas lojas. Assumimos responsabilidade pela produção sustentável das matérias-primas em toda a cadeia de valor. Para o efeito, definimos requisitos claros para os nossos fornecedores e recorremos a certificações de normas de sustentabilidade reconhecidas. A nossa atuação está em consonância com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas. Estes têm em conta, por exemplo, a proteção da vida terrestre (ODS 15) ou a proteção da vida marinha (ODS 14).

A nossa abordagem

[GRI 102-11, 204/103-2, 308/103-2, 414/103-2] O nosso sortido Food é constituído essencialmente por artigos de marca própria, que selecionamos e concebemos para os nossos clientes. Implementamos políticas de compra de matérias-primas específicas e definimos diretrizes internas para as compras, seguindo uma abordagem em função do risco: isto significa que colocamos o nosso esforço onde existem desafios ambientais e sociais e onde conseguimos o maior impacto. Trabalhamos em estreita colaboração com os fornecedores e promovemos o diálogo contínuo relativamente aos nossos requisitos em termos de sustentabilidade, para que estes possam implementar os mesmos. Relativamente a uma diversidade de temas, participamos em iniciativas do setor e multilaterais (p. ex. relativamente à temática dos frutos tropicais). Para que possamos controlar a conversão das matérias-primas no produtor, o tema da rastreabilidade torna-se cada vez mais importante. Através do ALDI Transparency Code, os nossos clientes podem consultar informações sobre a origem de determinados artigos de forma rápida. Além disso, trabalhamos com selos, labels e certificações de sustentabilidade reconhecidos.

Organização, Política CR & Políticas de Compra

Organisation

[GRI 204/103-2, 308/103-2, 414/103-2] Die Corporate Responsibility (CR)-Abteilung der ALDI Einkauf erstellt die rohstoffspezifischen Einkaufspolitiken in Rücksprache mit der Einkaufsabteilung und den ALDI Nord Ländern. Auch die Umsetzung der darin definierten Vorgaben wird von der CR-Abteilung koordiniert. Die ALDI Nord Länder können nationale Varianten der Einkaufspolitiken entwickeln, um länderspezifischen Anforderungen zu entsprechen. Bevor wir neue Nachhaltigkeitsanforderungen verabschieden, prüfen wir mit ausgewählten Lieferanten die Umsetzbarkeit. Die so entwickelten Anforderungen werden fester Bestandteil unserer Einkaufsprozesse und -verträge.

CR-Policy & Einkaufspolitiken

[GRI 204/103-2, 308/103-2/3, 414/103-2/3] Lieferkettenverantwortung ist ein zentrales Handlungsfeld in unserer CR-Policy. Im Berichtsjahr führten wir die Internationale Einkaufspolitik für Tee ein. Sie ergänzt die bestehenden rohstoffspezifischen Einkaufspolitiken für Kakao, Kaffee, Palmöl, Tierwohl und Fisch (national). 2018 planen wir Internationale Einkaufspolitiken für Fisch, Soja/nachhaltige Futtermittel sowie Obst und Gemüse. Auch im Non-Food-Bereich haben wir in Einkaufspolitiken klare Anforderungen definiert.

Die Lieferanten der Produkte verpflichten sich bei Vertragsabschluss, die Anforderungen der jeweiligen Einkaufspolitik umzusetzen. Unsere Einkaufspolitiken werden jährlich inhaltlich geprüft und falls nötig überarbeitet. Anforderungen, Daten und Fakten sind so stets auf dem neuesten Stand.

Für den seltenen Fall, dass Lieferanten – trotz vorheriger Machbarkeitsprüfung – unsere Zielvorgaben nicht einhalten, entwickeln wir gemeinsam mit unseren Lieferanten konkrete Maßnahmen zur Verbesserung der Produktionsprozesse. Wir behalten uns vor, entsprechende Sanktionen zu verhängen – im schlimmsten Fall bis zur Beendigung der Geschäftsbeziehung.

Progressos & Medidas 2017

[GRI 204/103-2/3, 308/103-2]

Frutas e Legumes: cooperação estreita com fornecedores e stakeholders

Uma das categorias de artigos mais importantes para todo o grupo empresarial é a de frutas e legumes. Em média, 100 diferentes variedades de frutas e legumes fazem parte do nosso sortido, variando por país e de acordo com a estação do ano. Desde 2015, o sortido aumentou em 20 por cento. Os temas relacionados com esta categoria são diversos. Cada planta tem necessidades diferentes e, consequentemente, impactos diferentes: seja um consumo de água elevado no cultivo ou uma proteção específica contra pragas. Além disso, é importante garantir condições laborais justas no cultivo. Todos os fornecedores de frutas e legumes do ALDI Nord são obrigados a apresentar uma certificação GLOBALG.A.P. válida, inclusive o modúlo adicional GLOBALG.A.P. GRASP*2 (GLOBALG.A.P. Risk Assessment on Social Practice). No final de 2017, a percentagem dos locais de produção avaliados segundo o GRASP ou de explorações medidas por um sistema social similar era de quase 80 por cento na totalidade dos locais de produção dos fornecedores de fruta ou legumes que fornecem o ALDI Nord na Alemanha. Desde 2017, na Alemanha, Bélgica e Holanda, compramos exclusivamente bananas com certificação Bio-Fairtrade e certificação Rainforest Alliance CertifiedTM, assim como ananás com certificação Rainforest Alliance CertifiedTM.

Em 2017, iniciámos diálogos com fornecedores com o objetivo de discutir os desafios centrais nas cadeias de abastecimento de frutas e legumes. Na Holanda, trabalhamos na certificação de frutas e legumes com o selo PlanetProof da fundação Milieukeur. Este selo identifica produtos do cultivo convencional que apresentam melhorias sustentáveis, por exemplo, na utilização de herbicidas, controlo da poluição da água, gestão dos solos ou poupança de energia. Através das nossas adesões à plataforma Juice CSR (na temáticas dos sumos) e ao World Banana Forum, damos continuidade ao diálogo a nível internacional. Em 2017, recuperámos o diálogo com organizações não-governamentais (ONG) como a Oxfam ou a Danwatch (Dinamarca). Em foco estiveram temas críticos como a melhoria das condições laborais no cultivo de banana e vinho.

Frutos, como laranjas ou bananas, são os mais consumidos na Alemanha. Por isso, é de extrema importância promover o seu cultivo sustentável e melhorar as condições sociais e laborais nas explorações. Na Alemanha, elaborámos em outubro de 2017 uma diretiva interna para as compras de frutos tropicais, na qual são definidos requisitos específicos para a compra dos mesmos. O objetivo desta diretiva passa por promover cooperações duradouras com os nossos fornecedores e produtores de frutos tropicais. Os mesmos devem ser apoiados no cumprimento das normas sociais e ambientais. A diretiva prevê também que os nossos fornecedores realizem controlos nos países de origem. Reservamo-nos o direito de realizar controlos próprios ou através da contratação de terceiros.

Óleo de Palma: objetivos claros e um projeto num país de origem

O óleo de palma é muito versátil, sendo por isso utilizado em inúmeros produtos – desde o chocolate culinário até ao detergente. A produção de óleo de palma causa, todavia, impactos ecológicos e sociais negativos em muitas regiões de cultivo no Sudoeste asiático. Contudo, não é fácil substituir o óleo de palma – a palmeira-dendém é a oleaginosa mais rentável a nível mundial. Através da nossa Política Internacional de Compra de Óleo de Palma , em vigor desde 2015, promovemos ao nível de todo o grupo empresarial métodos de cultivo mais sustentáveis e de baixo impacto. A base é a certificação física*3 em conformidade com a norma da Mesa Redonda para Óleo de Palma Sustentável (Roundtable on Sustainable Palm Oil – RSPO).Até finais de 2018, pretendemos converter todos os artigos Food e Non-Food de marca própria com componentes de óleo de palma para artigos com certificação RSPO física (Roundtable on Sustainable Palm Oil – RSPO). Os derivados e frações que, até ao final do ano de 2018, não estejam disponíveis em qualidades certificadas, serão comprados, a partir dessa data, recorrendo a certificados Book & Claim*4 do RSPO. Em 2017, a percentagem do óleo de palma com certificação RSPO ascendeu, em todo o grupo empresarial, a cerca de 90 por cento (2015: 77 por cento).

[GRI 414-2] Em 2019, pretendemos dar formação a cerca de 2000 pequenos agricultores na Costa do Marfim. Consequentemente, os mesmos deverão ser certificados conforme os critérios da RSPO. No terreno, o projeto é acompanhado pela ONG Solidaridad International, que está empenhada no desenvolvimento de cadeias de abastecimento mais sustentáveis. Tal não só promove a proteção ambiental, como também melhora as oportunidades de comercialização para os pequenos agricultores.

Cacau: marcas próprias com matérias-primas certificadas

O cacau é maioritariamente cultivado por pequenos agricultores e suas famílias na África Ocidental e vendido a cooperativas. Queremos contribuir para a preservação dos ecossistemas e melhorar as condições de trabalho e de vida das pessoas que praticam o cultivo de cacau. Simultaneamente, podemos contribuir para assegurar a existência de cacau no futuro e mantê-lo como base para os nossos produtos. Desde finais de 2017, todos os produtos de confeitaria, cereais, gelados e outros artigos de marca própria do nosso sortido com teor substancial de cacau contêm matérias-primas certificadas pela Fairtrade*5, pelo Programa Fairtrade Cacau, pela Rainforest-Alliance*6 ou pelo UTZ*7. Desta forma, cumprimos o objetivo da nossa Política Internacional de Compra de Cacau e do nosso programa CR. Em alguns países ALDI Nord, como Espanha e Portugal, aplicámos ou prevemos aplicar o mesmo objetivo a outras categorias de produtos, como por exemplo, no dot de chocolate e no croissant de chocolate.

Em 2018, o ALDI Nord tornar-se-á parceiro do Fairtrade Cocoa Program (Programa Fairtrade do Cacau). Significa que, no futuro, compraremos cacau certificado proveniente do Fairtrade Cocoa Program para diversos produtos de marca própria. Ao nível do grupo, converteremos produtos selecionados de chocolate da marca própria Moser Roth. Contrariamente ao selo Fairtrade, o Fairtrade Cocoa Program trata-se da compra justa de matéria-prima e não da composição e certificação de determinados produtos.

[GRI 414-2] Desde 2015, trabalhamos no âmbito do projeto PRO-PLANTEURS , na Costa do Marfim, com vista à melhoria das condições laborais e sociais dos produtores de cacau. Este projeto foi estabelecido por membros da Associação do Fórum para Cacau Sustentável (Verein Forum Nachhaltiger Kakao – FNK) e pelo Governo da Costa do Marfim.

Café: apoiar pequenos agricultores, aumentar a percentagem de café verde certificado

O cultivo de café constitui a base existencial para cerca de 25 milhões de pequenos agricultores em África, na Ásia e na América Latina. Várias etapas no caminho para o produto final contêm desafios sociais, ecológicos e económicos. As alterações climáticas e respetivas consequências, como períodos longos de seca, inundações e rendimentos baixos, confrontam os pequenos agricultores com novos problemas. O nosso objetivo é apoiar o cultivo responsável nos países de origem, quer através do empenho no local, quer através da compra de mercadoria produzida de forma responsável. A nossa Política Internacional de Compra de Café define, desde 2016, o aumento contínuo das quantidades de café verde certificadas nos produtos de marca própria. No final de 2017, 48 por cento das quantidades de café verde nos artigos de marca própria detinham um selo UTZ, EU-Bio, Fairtrade ou Rainforest Alliance CertifiedTM (2015: 13 por cento).

[GRI 414-2] Desde março de 2017, estamos empenhados no apoio à produção de café sustentável na Colômbia, uma iniciativa conjunta com a Fundação Hanns R. Neumann. Este projeto tem uma duração de dois anos e visa apoiar cerca de 800 pequenos agricultores. Eles são apoiados ativamente através de formações e workshops em áreas como a melhoria dos métodos de cultivo, técnicas de processamento de café, gestão profissional das plantações e planeamento operacional.

Chá: Política Internacional de Compra publicada

O chá é uma das mercadorias mais importantes ao nível mundial. Os maiores países produtores são a China, Índia, Quénia e Sri Lanka. Entre a matéria-prima e o produto final existem várias etapas de trabalho. Mundialmente, 200 milhões de pessoas trabalham em plantações de chá. Em termos de sustentabilidade, os desafios encontram-se relacionados com temas como o êxodo rural, condições laborais, utilização de pesticidas e alterações climáticas. No início do ano de 2017 publicámos a nossa Política Internacional de Compra de Chá. A mesma define a compra de todas as quantidades de chá bruto nas seguintes categorias de sortido do ALDI Nord: chá preto, chá verde, chá de frutas e de ervas (em saquinhos e avulso). O objetivo: proceder, até final de 2018, à conversão de, no mínimo, 80 por cento das quantidades de chá preto e verde utilizados para matérias-primas certificadas sustentáveis (UTZ, EU-Bio-Logo, Fairtrade ou Rainforest Alliance CertifiedTM). No final de 2017, cerca de 53 por cento das quantidades de chá preto e verde utilizados nos artigos de marca própria estavam certificadas por uma destas normas de sustentabilidade. Além disso, pretendemos até ao final de 2018 proceder à conversão de 30 por cento e até ao final de 2020 de 40 por cento das quantidades de chá de ervas e de frutas para matérias-primas sustentáveis certificadas (UTZ, UEBT/UTZ, EU-Bio, Fairtrade- ou Rainforest Alliance CertifiedTM) nos produtos de marca própria. No final de 2017, já 30 por cento das quantidades de chá de ervas e de frutas em todo o grupo empresarial ALDI Nord estavam certificadas por uma destas normas de sustentabilidade.

Pescado: diálogo intensivo com parceiros

Muitas populações naturais de peixes encontram-se ameaçadas pela pesca excessiva, métodos de captura ilegais e contaminação ambiental. De forma a proteger os recursos e poder responder à procura do bem alimentar peixe a longo prazo, os métodos de captura e aquicultura devem ser alterados. Nos nossos produtos de marcas próprias queremos assegurar uma utilização sustentável de recursos de peixe e marisco ao longo de toda a cadeia de abastecimento e de produção. Em 2017, a proporção de matéria-prima certificada pelo Marine Stewardship Council (MSC), pelo Aquaculture Stewardship Council (ASC), pela GLOBALG.A.P. ou pela EU-Bio rondava os 40 por cento (2015: 33 por cento) em todo o grupo empresarial. Em 2018, prevemos complementar as políticas nacionais de compra por uma Política Internacional de Compra de Pescado, que irá definir objetivos vinculativos para todo o grupo empresarial. Neste contexto, analisámos o nosso sortido ao nível do grupo e definimos uma “Lista Vermelha” de espécies não comercializadas. Em conjunto com o Departamento de Compras, o Departamento CR analisa continuamente o sortido de pescado de acordo com critérios definidos (p. ex. arte de pesca, zona de captura ou situação atual das populações da respetiva espécie).

Também no tema de pescado, o diálogo com os nossos parceiros é muito importante. Em 2017, aderimos à plataforma internacional Global Dialogue on Seafood Traceability (Diálogo Global para a Rastreabilidade de Pescado). No âmbito da mesma, trabalhamos em conjunto com outros stakeholders na melhoria da rastreabilidade dos produtos de pescado. Relativamente às espécies de atum, colaboramos com a International Seafood Sustainability Foundation (ISSF). Em conjunto com outros retalhistas do setor alimentar, apoiamos também a página web "Fischbestände-online“ do Instituto Thünen (Alemanha).

Apoiamos a decisão de compra consciente dos consumidores através da nossa Identificação dos Artigos de Pescado e do ALDI Transparency Code (ATC). Ambas as ferramentas serão introduzidas nos países ALDI Nord de forma faseada..

Bem-Estar Animal: continuámos o nosso empenho

[GRI FP Bem-Estar Animal] O bem-estar dos animais de interesse pecuário está no foco de um debate social. Vários produtos de marca própria do ALDI Nord contêm matéria-prima de origem animal. Por consequência, é nossa responsabilidade trabalhar com os fornecedores no sentido de estabelecer e desenvolver normas para o bem-estar animal. Para o efeito, implementámos, nos últimos anos e em toda a extensão do grupo empresarial, numerosas medidas, que vão além do legalmente exigido. As mesmas dizem respeito à exclusão de determinados produtos, como lã de angorá ou artigos de pele com pelo verdadeiro. A nossa Política Internacional de Compra de Bem-Estar Animal define o enquadramento obrigatório. Esta aplica-se, desde 2016, a todos os produtos de Food e Non-Food de marca própria do ALDI Nord com matéria-prima de origem animal. Para todos os países do grupo empresarial, encontra-se definida a exclusão de ovos frescos de criação em gaiola o mais tardar a partir de 2025, entre outros.

Na Alemanha, Bélgica, Dinamarca e Holanda já publicámos, em 2015/2016, a Política de Compra Nacional de Bem-Estar Animal. Em França e Portugal, a mesma foi publicada no início de 2018. Para a ALDI Espanha, prevê-se a publicação durante o ano corrente. Na Alemanha, Bélgica, Dinamarca e Holanda foram realizados esforços intensivos no âmbito do bem-estar animal. Na Alemanha, introduzimos um rótulo para o bem-estar animal da Associação Alemã para a Proteção Animal (Deutscher Tierschutzbund) e a marca própria “Fair & Gut” (“Justo & Bom”), entre outros. Na Dinamarca, utilizamos o selo nacional de bem-estar animal. Na Holanda, utilizamos o selo Beter Leven. Os nossos progressos são visíveis e, por isso, fomos posicionados no "Business Benchmark on Farm Animal Welfare" 2017.

Objetivos & Status quo

[GRI 204/103-2/3, 308/103-2/3, 414/103-2/3] Cada política de compra abrange objetivos válidos, para todo o grupo empresarial ou para um determinado país, que controlamos anualmente no âmbito de consultas aos fornecedores. Os objetivos podem ser consultados nas nossas políticas de compra. As atualizações das políticas estão disponíveis em cr-aldinord.com. Desta forma, os nossos progressos são transparentes e acessíveis.

Os nossos objetivos do programa CR

Área de atuação: Responsabilidade na Cadeia de Abastecimento

Objetivo

Status atual

Data do objetivo

Valor do objetivo

Relevância do objetivo

Comprovativo de avaliação social (GRASP – GLOBALG.A.P. Risk Assessment on Social Practice, ou equivalente) de todos os produtores de frutas e legumes

Processo contínuo – Sustentabilidade no ALDI Nord

2018

100%

Grupo empresarial

Aumento da percentagem de café verde certificado (UTZ, Fairtrade, Rainforest Alliance e Bio) para os artigos definidos de marca própria

novo

2020

Expansão

Grupo empresarial

Conversão das quantidades de chá preto e verde para matérias-primas sustentáveis certificadas (UTZ, Rainforest Alliance, Fairtrade, Bio) para os artigos definidos de marca própria

novo

2018

80%

Grupo empresarial

Conversão das quantidades de chá de frutas e de ervas para matérias-primas sustentáveis certificadas (Rainforest Alliance, Fairtrade, UTZ, UEBT/UTZ, Bio) para os artigos definidos de marca própria

novo

2018

30%

Grupo empresarial

Conversão das quantidades de chá de frutas e de ervas para matérias-primas sustentáveis certificadas (Rainforest Alliance, Fairtrade, UTZ, UEBT/UTZ, Bio) para os artigos definidos de marca própria

novo

2020

40%

Grupo empresarial

Conversão para matéria-prima certificada (UTZ, Rainforest Alliance, Fairtrade) de artigos de marca própria com teor substancial de cacau, do sortido permanente e de ação e dentro do âmbito de aplicação definido

Objetivo cumprido – Sustentabilidade no ALDI Nord

2017

100%

Grupo empresarial

Conversão para óleo de palma com certificação RSPO física para todos os artigos de marca própria com componentes de óleo de palma (Roundtable on Sustainable Palm Oil – RSPO)

Processo contínuo – Sustentabilidade no ALDI Nord

2018

100%

Grupo empresarial

Aumento do sortido de produtos vegetarianos e vegan, inclusive certificação (p. ex. V-Label)

novo

contínua

Expansão

Grupo empresarial

Aumento de sistemas de verificação/certificação, bem como normas próprias que vão além do estipulado por lei e que compreendem aspetos do bem-estar animal

novo

contínua

Expansão

Grupo empresarial

Aumento da percentagem dos artigos de pescado sustentáveis certificados (MSC, ASC, GLOBALG.A.P. e EU-Bio)

novo

2018

50%

Grupo empresarial

Objetivo cumprido – Sustentabilidade no ALDI Nord Objetivo cumprido Processo contínuo – Sustentabilidade no ALDI Nord Processo contínuo

Indicadores

Percentagem de artigos de pescado adquiridos com certificados de sustentabilidade [GRI FP2]

Percentagem de artigos de marca própria adquiridos com certificação MSC, ASC, GLOBALG.A.P. ou EU-Bio face ao total dos artigos de pescado, repartida por tipo de certificação1

Em 2017, cerca de 40 por cento dos artigos de pescado adquiridos detinham um dos certificados de sustentabilidade referidos. A maior parte correspondeu à certificação MSC (cerca de 66 por cento), seguida das certificações ASC (cerca de 19 por cento) e GLOBALG.A.P. (cerca de 13 por cento), bem como os artigos com o logótipo EU-Bio (cerca de 4 por cento).

Total

Destes, MSC

Destes ASC

Destes GLOBALG.A.P.

Destes, EU-Bio

Total

Destes, MSC

Destes ASC

Destes GLOBALG.A.P.

Destes, EU-Bio

Total

Destes, MSC

Destes ASC

Destes GLOBALG.A.P.

Destes, EU-Bio

Bélgica/Luxemburgo2

32,4

82,6

8,7

8,7


56,0

60,0

30,0

20,0


51,8

56,1

24,7

17,8

1,4

Dinamarca

56,9

72,4

6,9

20,7


59,4

65,8

10,5

21,1

2,6

75,4

74,4

16,3

4,7

4,6

Alemanha

70,6

64,0

10,1

22,5

3,4

66,9

55,9

7,5

31,2

5,4

71,1

64,1

10,4

19,8

5,7

França

17,9

85,0

5,0

40,0


22,2

62,5

15,6

25,0


36,9

66,1

18,6

11,9

8,5

Holanda

47,4

67,3

16,4

14,5

1,8

50,9

69,5

18,6

13,6

3,4

61,5

66,1

28,8

11,9

3,4

Polónia

35,8

73,7

10,5

21,1


31,1

78,9

5,3

15,8


42,3

66,7

15,2

15,1

3,0

Portugal

25,0

76,9


23,1


28,8

53,3

13,3

26,7

6,7

27,6

71,9

9,4

12,5

6,2

Espanha

10,9

76,9


15,4

7,7

10,0

66,7

13,3

13,3

6,7

12,9

65,0

15,0

5,0

15,0

Grupo empresarial

32,9

71,7

11,5

17,3

2,6

36,0

63,4

17,5

20,2

3,1

39,5

66,3

18,8

13,3

4,2

1 Artigos certificados com mais de um selo de certificação são listados sob todas as categorias, mas no número total contam como um único artigo. Por isso, a soma das repartições pode ser superior a 100 por cento.
2 Os dados referentes às sociedades juridicamente independentes do grupo empresarial ALDI Nord na Bélgica e no Luxemburgo foram agregados para fins de simplificação (ver "Sobre este relatório").

Percentagem de artigos de pescado sustentáveis certificados (marcas próprias) por categoria do sortido [GRI FP2]

Percentagem dos artigos de pescado sustentáveis certificados (marcas próprias) adquiridos no sortido permanente e de ação por categoria do sortido1

Peixe fresco (refrigerado)

Congelado

Conservas

Outros

Bélgica/Luxemburgo2

81,8

76,5

32,1

49,4

Dinamarca

78,6

91,7

50,0

61,5

Alemanha

82,9

88,9

58,3

62,8

França

75,0

68,8

20,0

28,3

Holanda

81,8

74,1

50,0

22,7

Polónia

34,4

63,6

11,1

76,5

Portugal

81,3

12,2

4,5

35,1

Espanha

22,9

30,0

3,4

3,1

Grupo empresarial

58,0

41,2

18,5

38,6

1 Todos os artigos foram atribuídos às quatro categorias do sortido. Devido a classificações diferentes, as publicações a nível nacional podem ser distintas nos diferentes países.
2 Os dados referentes às sociedades juridicamente independentes do grupo empresarial ALDI Nord na Bélgica e no Luxemburgo foram agregados para fins de simplificação (ver "Sobre este relatório").

Percentagem de ovos com certificação KAT

Percentagem de ovos com certificação KAT face à totalidade de ovos comprados1 no sortido permanente e de ação

2015

2016

2017

Bélgica/Luxemburgo2

86,0

80,0

84,9

Alemanha

100,0

100,0

100,0

Holanda

100,0

100,0

100,0

Polónia

34,4

32,3

26,9

Grupo empresarial

97,6

96,6

96,9

1 A certificação KAT não é utilizada em todos os países. Por isso, só foram enumerados os países que a utilizam.
2 Os dados referentes às sociedades juridicamente independentes do grupo empresarial ALDI Nord na Bélgica e no Luxemburgo foram agregados para fins de simplificação (ver "Sobre este relatório").

Proporção de óleo de palma certificado [GRI FP2]

Proporção da quantidade total de óleo de palma utilizado para a produção dos nossos produtos Food e Non-Food do sortido permanente e de ação e certificada em conformidade com o sistema físico de cadeia de abastecimento RSPO (em percentagem)1

2015

2016

Total

Total

Total

Food

Non-Food

Bélgica/Luxemburgo3

77,7

85,4

92,8

99,8

20,1

Dinamarca

30,1

91,0

96,1

99,4

46,0

Alemanha

86,7

90,0

91,9

100,0

46,8

França

66,5

82,2

87,4

100,0

26,8

Holanda

71,4

88,3

85,4

91,3

15,2

Polónia

78,7

69,2

75,1

76,5

53,0

Portugal

62,7

84,1

80,5

90,9

20,3

Espanha

36,9

68,7

63,2

72,2

36,3

Grupo empresarial

76,8

86,7

89,2

97,4

35,8

1 Os dados estão em parte baseados em estimativas.
2 Uma repartição por artigos Food e Non-Food está disponível apenas desde 2017.
3 Os dados referentes às sociedades juridicamente independentes do grupo empresarial ALDI Nord na Bélgica e no Luxemburgo foram agregados para fins de simplificação (ver "Sobre este relatório").

Percentagem de artigos certificados que contêm cacau [GRI FP2]

Percentagem de artigos de marca própria com teor de cacau no sortido permanente e de ação que contêm cacau sustentável certificado face ao total dos artigos com teor de cacau, repartidos por tipo de certificação

No ano de 2017, 88 por cento dos artigos de marca própria com teor de cacau continham cacau sustentável certificado. A maior parte correspondeu à certificação UTZ (cerca de 98 por cento), seguida da certificação Fairtrade (cerca de 1,5 por cento, inclusive 0,1 por cento artigos com certificação Fairtrade e EU-Bio) e da certificação EU-Bio (cerca de 0,7 por cento).

Total

Destes Fairtrade

Destes UTZ

Total

Destes Fairtrade

Destes UTZ

Total

Destes Fairtrade

Destes UTZ

Bélgica/Luxemburgo1

20,0

1,9

98,1

77,0

2,0

98,0

98,2

2,2

97,5

Dinamarca

73,5

100,0

89,6

1,2

98,8

82,6

1,1

97,8

Alemanha

77,0

0,9

99,1

90,1

0,8

99,2

93,8

0,2

97,8

França

23,9

100,0

90,9

0,4

99,6

88,0

1,4

97,8

Holanda

77,5

3,6

96,4

84,2

3,2

96,4

95,3

1,6

98,4

Polónia

69,7

100,0

68,6

0,8

99,2

80,0

98,4

Portugal

68,5

100,0

80,2

0,5

99,5

88,5

0,9

97,3

Espanha

55,4

99,4

70,3

0,5

99,5

88,9

0,5

96,7

Grupo empresarial

48,9

1,9

97,9

78,8

1,5

98,4

87,6

1,4

97,9

1 Os dados referentes às sociedades juridicamente independentes do grupo empresarial ALDI Nord na Bélgica e no Luxemburgo foram agregados para fins de simplificação (ver "Sobre este relatório").

Percentagem de café sustentável certificado e verificado [GRI FP2]

Percentagem de artigos de marca própria com teor de cacau no sortido permanente e de ação que contêm cacau sustentável certificado face ao total dos artigos com teor de cacau, repartidos por tipo de certificação

No ano de 2017, 88 por cento dos artigos de marca própria com teor de cacau continham cacau sustentável certificado. A maior parte correspondeu à certificação UTZ (cerca de 98 por cento), seguida da certificação Fairtrade (cerca de 1,5 por cento, inclusive 0,1 por cento artigos com certificação Fairtrade e EU-Bio) e da certificação EU-Bio (cerca de 0,7 por cento).

20151

20161

2017

Check Icon – Nachhaltigkeit bei ALDI Nord

Bélgica/Luxemburgo2

11,2

16,4

44,1

Dinamarca

13,6

18,7

49,0

Alemanha

14,1

21,9

50,0

França

9,2

15,7

43,9

Holanda

11,3

15,8

44,8

Polónia

9,8

13,4

43,5

Portugal

16,5

29,6

60,6

Espanha

19,2

36,9

61,6

Grupo empresarial

12,8

19,5

47,8

1 Devido à aplicação de um método de levantamento melhorado, os dados de publicações anteriores foram atualizados.
2 Os dados referentes às sociedades juridicamente independentes do grupo empresarial ALDI Nord na Bélgica e no Luxemburgo foram agregados para fins de simplificação (ver "Sobre este relatório").

Percentagem de chá sustentável certificado [GRI FP2]

Percentagem de compra de chá sustentável certificado face ao peso total de chá comprado para artigos de marca própria do sortido permanente e de ação1

O chá comprado por nós foi avaliado conforme certificação Fairtrade, EU-Bio, Rainforest Alliance, UTZ e UEBT/UTZ. No total, em 2017, aproximadamente 53 por cento do chá comprado estava certificado por uma das normas acima indicadas. A maioria obteve a certificação Rainforest Alliance (cerca de 54 por cento), seguida da certificação EU-Bio (cerca de 28 por cento).

20152

20162

2017

Bélgica/Luxemburgo3

7,9

20,9

38,9

Dinamarca

12,2

29,6

49,8

Alemanha

17,8

37,2

55,4

França

12,0

34,4

50,6

Holanda

13,2

25,2

44,0

Polónia

14,7

20,1

48,4

Portugal

46,4

36,4

53,3

Espanha

33,5

36,3

56,8

Grupo empresarial

17,1

34,3

52,9

1 Foram considerados artigos de chá de marca própria (produtos que contêm matérias-primas da planta de chá, como por exemplo chá preto ou chá verde), bem como artigos de misturas de chá de marca própria (como por exemplo chá de frutas e de ervas).
2 Devido à aplicação de um método de levantamento melhorado, os dados de publicações anteriores foram atualizados.
3 Os dados referentes às sociedades juridicamente independentes do grupo empresarial ALDI Nord na Bélgica e no Luxemburgo foram agregados para fins de simplificação (ver "Sobre este relatório").

*1 Food e Non-Food
Sob a designação “Food“ agrupamos todos os bens alimentares do sortido permanente e de ação, entre os quais também se encontram os artigos sazonais e regionais. O sortido permanente está sempre disponível nas lojas, variando de país para país e, por vezes, de loja para loja. A designação “Non-Food“ identifica os nossos artigos de cosmética e de higiene, bem como uma grande parte dos nossos artigos de ação, como mobiliário ou têxteis.

*2 GRASP
GRASP significa GLOBALG.A.P. Risk Assessment on Social Practice, e é um complemento voluntário da certificação GLOBALG.A.P. para avaliação de práticas sociais em explorações agrícolas. Este engloba aspetos específicos de segurança e saúde no trabalho e preocupações sociais dos trabalhadores, que são avaliados no âmbito de auditorias. Uma avaliação GRASP apoia os produtores a estabelecer uma boa gestão social nas suas explorações. Desde 2016, exigimos uma evolução social conforme GRASP para explorações agrícolas de frutas e legumes, de forma a melhor avaliar a gestão social dos produtores.

*Certificação física
Os produtos com óleo de palma na sua composição podem ser certificados pela RSPO quando cumprem os requisitos de um dos três sistemas físicos da cadeia de abastecimento: Identity Preserved (IP), Segregation (SEG) ou Mass Balance (MB).

 1. Identity Preserved (IP): permite a rastreabilidade do óleo até a uma determinada plantação. O óleo de palma é segregado, ou seja, rigorosamente separado do óleo de palma não certificado em toda a cadeia de abastecimento. No produto final encontra-se exclusivamente óleo de palma certificado.

2. Segregation (SEG): Como no IP, encontra-se no produto final exclusivamente óleo de palma certificado. No entanto, a mercadoria é proveniente de mais do que uma plantação sustentável certificada.

3. Mass Balance (MB): Neste sistema, óleo de palma certificado e óleo de palma não certificado são misturados nas refinarias de forma controlada. Consequentemente, o produto final não contém exclusivamente óleo de palma certificado. Para este sistema é obrigatório o balanço exato e controlo completo de todos os fluxos das matérias-primas em toda a cadeia de abastecimento.

*4 Certificados “Book & Claim”
O modelo da cadeia de abastecimento “Book and Claim“ permite que moinhos, palm oil crushers e pequenos agricultores independentes vendam os seus créditos RSPO aos intervenientes que encontram no fim da cadeia de abastecimento, enquanto vendem os produtos de óleo de palma não certificados/convencionais.

Moinhos, palm oil crushers e pequenos agricultores independentes podem vender as quantidades certificadas através de um ou mais dos quatro modelos de cadeia de abastecimento, assegurando desta forma que uma unidade é vendida apenas uma única vez. Os membros da RSPO podem adquirir créditos RSPO para compensar as quantidades dos produtos de óleo de palma não certificadas/convencionais que utilizem nos seus processos. Através da aquisição de créditos RSPO, os compradores podem criar incentivos diretos para os vendedores produzirem de forma sustentável (Fonte: RSPO (2017): Norma de certificação da cadeia de abastecimento).

*5 Fairtrade
Os produtos identificados com o selo Fairtrade são provenientes do Comércio Justo. O objetivo é apoiar pequenos agricultores e trabalhadores nos países em desenvolvimento (África, Ásia e América Latina) e melhorar, de forma sustentável, a sua posição no mercado mundial. Para a atribuição do selo, devem ser cumpridas as normas internacionais da Fairtrade, que abrangem aspetos sociais, económicos e ambientais.

*6 Rainforest Alliance
Esta organização internacional de proteção ambiental foi fundada em 1987 com o objetivo de lutar contra a progressiva destruição das florestas tropicais. O selo Rainforest Alliance CertifiedTM (rã verde) identifica produtos provenientes de um cultivo sustentável como café, cacau, chá, bananas ou citrinos,. Agricultores e associações de produtores têm de cumprir os critérios rígidos da norma Rainforest Alliance para uma agricultura sustentável. Os mesmos abrangem proteção ambiental e critérios sociais e económicos. Melhores condições de trabalho para trabalhadores, o acesso à educação e a proteção dos recursos naturais, de ecossistemas sensíveis e dos animais selvagens são igualmente considerados, tal como a rastreabilidade completa das matérias-primas.

 *UTZ
O programa UTZ foi criado em 2002. O seu objetivo é apoiar, de forma sustentável, os agricultores de café, cacau, chá, ervas e avelãs, a fim de poderem oferecer às suas famílias melhores perspetivas de futuro. Mediante vários programas de formação, os agricultores assistem a aulas teóricas e recebem apoio prático na implementação de boas práticas de cultivo e de gestão. Além disso, são promovidas medidas ecológicas na plantação e colheita para conservar os recursos naturais no país produtor. Estas medidas aumentam tanto a qualidade da matéria-prima como a eficácia do cultivo e, por conseguinte, o lucro financeiro dos agricultores.

Conteúdos adicionais

Temas principais

Diversidade & Compatibilidade

Nos nove países europeus em que estamoso representados trabalham pessoas de mais de 117 nações. Esta multiculturalidade pertence ao ALDI Nord, enriquece o nosso trabalho e reflete a diversidade dos nossos clientes.

MAIS
Gestão

Compliance

Agimos de acordo com os nossos valores principais: simples, responsável, fiável. Estes valores descrevem também o entendimento de Compliance do grupo empresarial ALDI Nord.

MAIS
Temas principais

Normas sustentáveis na cadeia de abastecimento de artigos Non-Food

Assumimos responsabilidade por condições seguras e justas e o cumprimento de padrões ambientais em todas as partes onde podemos fazer valer a nossa influência formativa.

MAIS
Destaques

O que significa ser um colaborador ALDI?

Ser um colaborador ALDI significa, em primeiro lugar, viver os nossos valores comuns. Simples, fiável e responsável. São estes os nossos valores sempre e em qualquer lugar.

MAIS
Temas principais

Orientação para o cliente & qualidade de serviço

A confiança dos nossos clientes é o nosso bem mais precioso. Há mais de 100 anos que orientamos o nosso sortido e os nossos serviços de acordo com as necessidades dos nossos clientes.

MAIS
Temas principais

Segurança e Saúde no Trabalho

Assumir responsabilidade pela segurança e saúde dos seus colaboradores nos locais de trabalho faz parte da atividade das sociedades ALDI Nord.

MAIS
Destaques

Compromisso com o bem-estar animal: bons resultados na comparação setorial

No que toca ao bem-estar animal, sabemos que ainda há muito por fazer. Estamos, contudo, no bom caminho, e isto é confirmado por duas publicações recentes sobre o compromisso com o bem-estar animal na indústria alimentar.

MAIS
Temas principais

Empregador atrativo

Os 69 000 colaboradores ALDI devem sentir-se orgulhosos em trabalhar no ALDI Nord. Oferecemos postos de trabalho seguros, condições de trabalho atraentes e perspetivas de desenvolvimento a longo prazo.

MAIS
Temas principais

Desperdício Alimentar & Resíduos

Assumimos responsabilidade pela proteção do nosso ambiente e dos seus recursos naturais. Enquanto retalhista, a redução de resíduos e o combate ao desperdício alimentar assumem para nós um papel principal.

MAIS

*

*

00:00
01:00
02:00
03:00
04:00
05:00
06:00
07:00
08:00
09:00
10:00
11:00
12:00
13:00
14:00
15:00
16:00
17:00
18:00
19:00
20:00
21:00
22:00
23:00