Sustentabilidade

Plantação de café - mundo do café da ALDI Portugal

O café é uma das mercadorias mais importantes, a nível mundial. Em África, na Ásia e na América Latina, aproximadamente 25 milhões de pequenos agricultores vivem do cultivo de café. Mais de 100 milhões de pessoas trabalham no comércio e processamento do mesmo.

Como uma das empresas de discount líder no mercado, o ALDI Nord oferece não só produtos de café de elevada qualidade, mas assume também responsabilidade pelas pessoas, pela natureza e pelo ambiente nos países de origem. Em simultâneo com todo este processo é fundamental garantir a qualidade das matérias-primas e assumir responsabilidade na cadeia de valor do café.

Com o intuito de melhorar as condições sociais, ecológicas e económicas relacionadas com o cultivo do café, o ALDI Nord irá aumentar, de forma contínua, a percentagem de café certificado nas marcas próprias. No final de 2016, em todo o grupo ALDI Nord 30% do café verde utilizado nos produtos de marca própria, apresentava um certificado de sustentabilidade (UTZ, Fairtrade, Rainforest Alliance ou Bio). Para além disso, nas nossas misturas é utilizado café verde verificado pelo sistema 4C da Global Coffee Plattform.

Saiba mais sobre os nossos objetivos na nossa Política Internacional de Compra de Café.

O ALDI Nord apoia pequenos agricultores na Colômbia

Projeto: "Apoio à produção de café sustentável em Marsella, Risaralda, Colômbia"

O cultivo sustentável de café, a adaptação às alterações climáticas, a garantia de qualidade na produção de café e o aumento dos rendimentos são os objetivos definidos pelo ALDI Nord, desde março de 2017, com vista a apoiar os pequenos agricultores de café e as suas famílias na Colômbia. Este projeto terá a duração de 2 anos e visa apoiar cerca de 800 pequenos agricultores.

A Colômbia é um dos maiores exportadores mundiais de café, sendo esta matéria-prima um dos produtos agrícolas mais importantes do país. Durante o período de colheita, mais de 2,5 milhões de pessoas trabalham no setor do café. Atualmente, a área de cultivo do café neste país ascende aos 950 mil hectares e é cultivada por 550 000 pequenos agricultores.

Com o avanço das alterações climáticas e as suas consequências (ex. períodos de seca prolongados, cheias e baixa produtividade),  surgem novos desafios sociais e ecológicos para os pequenos agricultores, aos quais se acrescentam a falta de métodos de cultivo sustentáveis e o baixo nível de conhecimentos comerciais.

Enquanto empresa de retalho com atuação internacional, o ALDI Nord está consciente destes desafios e da sua responsabilidade para com os pequenos agricultores nos países de cultivo. Por isso, apoia o projeto "Apoio à produção de café sustentável em Marsella, Risaralda, Colômbia ". Em conjunto com a Fundação Hanns R. Neumann (HRNS), o ALDI Nord está empenhado na produção de café mais sustentável e responsável na Colômbia.

 

Pequenos agricultores
Finca La Esperanza: Alba Luz Giraldo, Jorge Eliecer Vargas (agrónomo da HRNS), Guillermo Franco Buriticá (da esquerda para a direita)

Cerca de 800 pequenos agricultores beneficiam deste compromisso e são apoiados ativamente através de formações e workshops em áreas como a melhoria dos métodos de cultivo, técnicas de processamento de café, gestão profissional das plantações e planeamento operacional.

Os recursos locais, tais como a água e os solos, devem ser utilizados de forma sustentável, o que irá não só aumentar a qualidade do café, mas também os rendimentos dos agricultores a longo prazo. Por isso, a divulgação dos métodos de cultivo adaptados às alterações climáticas e uma gestão eficiente das operações são as prioridades desta iniciativa.

Pequenos agricultores
Finca La Esperanza: Guillermo Franco Buriticá, Jorge Eliecer Vargas (agrónomo da HRNS) (da esquerda para a direita)

Uma das principais preocupações do projeto é a melhoria do processamento do café verde nas plantações e assegurar, desta forma, elevados padrões de qualidade. Os investimentos feitos pelos pequenos agricultores de café e pelo programa de apoio do ALDI Nord são direcionados ao aperfeiçoamento das infraestruturas de secagem nas plantações e à formação em técnicas pós-colheita, contribuindo para uma melhor qualidade do café e melhores oportunidades de comercialização.

Pequenos agricultores
Finca La Teresita: Josefina Rojas, Cenelia Buriticá, Jorge Eliecer Vargars (agrónomo da HRNS), Aaron Rojas (da esquerda para a direita)

Para os agricultores de café, as redes locais são muito importantes para poderem melhorar a sua posição no mercado. Por isso, o projeto apoia não só o intercâmbio entre agricultores e organizações de café na região, mas também com as regiões limítrofes. A Associação Nacional de Produtores de Café (Federación Nacional de Cafeteros; FCN) e o Centro Nacional de Investigação de Café (Centro Nacional de Investigaciones de Café, CENICAFÉ) são parceiros estratégicos fundamentais neste domínio.


Prevê-se que o apoio do grupo empresarial ALDI Nord ao projeto na Colômbia decorra, pelo menos, até fevereiro de 2019. Para mais informações sobre o nosso compromisso no âmbito da sustentabilidade e da nossa Política Internacional de Café, consulte: Política de Compra de Café.



Indisponível

A data desta oportunidade já expirou

Lembrete ativo!

Receberá um lembrete no dia ${date} às ${time}.

Receberá um e-mail com um link para confirmação do seu endereço de correio eletrónico. Por favor, clique no link para efetivar o registo. Se a página de confirmação não abrir, copie o link e cole-o diretamente no browser.

Receberá um SMS para confirmação do seu número de telemóvel. Por favor ligue, clicando no link da mensagem.

Receberá um e-mail com um link para confirmação do seu endereço de correio eletrónico e do número de telemóvel. Por favor, clique no link para efetivar o registo. Se a página de confirmação não abrir, copie o link e cole-o diretamente no browser.

Lembrete

Erro Desculpe, existiu um erro. Por favor, tente mais tarde.

Pretende ser informado quando o artigo estiver disponível? *

Por favor, preencha os campos em falta

Notas
  • Para utilizar o nosso serviço gratuito de lembretes, deve efetuar o seu registo. Para isso, basta introduzir o seu endereço eletrónico e/ou o seu número de telemóvel e clicar em "Ativar Lembrete".
  • Receberá um link de ativação por e-mail ou SMS. Por favor, clique no link, preencha os campos obrigatórios (*) e aceite as informações sobre a proteção de dados para ativar o serviço (os cookies devem estar ativos).
  • Envio de SMS disponível apenas para a rede móvel nacional.
  • Após o registo no serviço de lembretes e para que o lembrete seja enviado a data deste tem que ser posterior à data atual.
  • O seu e-mail e o seu número de telemóvel serão guardados para efeitos de envio de lembretes de um artigo selecionado. Futuramente, caso pretenda ativar novos lembretes basta introduzir o seu endereço de correio eletrónico e /ou número de telemóvel para efeitos de autenticação. Pode cancelar o seu registo e eliminar os seus dados, a qualquer momento, através da página Formulário de cancelamento de subscrição de serviço de lembretes .
  • A ativação do serviço de lembretes só é permitida se for subscrita pelo destinatário.